Motoboy São Caetano do Sul

motoboy São Caetano

A equipe de Motoboy São Caetano da GLF EXPRESS é especializada em entregas e retiradas de documentos, malotes, encomendas e objetos com toda dedicação e cautela. Assim as entregas e/ou retiradas serão feitas com eficiência e segurança dentro do menor tempo. E isso só é possível graças ao melhor serviço de Motoboy em São Caetano do sul oferecido pela empresa.

 

Todos os funcionários são altamente qualificados e treinados a fim de assegurar todos os serviços realizados. Para isso,  a GLF EXPRESS renova constantemente os serviços de Motoboy na intenção de melhorar seu atendimento. Satisfazendo desta forma, o trabalho executado em tempo ágil e de forma correta. Atuando sempre com responsabilidade e os melhores na prestação do Motoboy São Caetano do sul.

Serviços em São Caetano do sul :

 

  • Empresas;

  • Escritórios;

  • Comércio em geral;

  • Particulares;

  • Hospitais;

  • Clínicas;

  • Laboratórios; etc.

 

Em outras palavras, o serviço de Motoboy São Caetano do sul é feito por uma equipe altamente treinada. Por isso, ao precisar de Motoboy São Caetano  com atendimento 24 horas é só entrar em contato. A GLF EXPRESS oferece atendimento especial a você que busca excelência em Motoboy em São Caetano e demais regiões da Grande SP.

Para maiores informações sobre preços e funcionamento do Motoboy São Caetano é só entrar em contato, o serviço de Motoboy São Caetano pode ser solicitado via telefone, e-mail ou através do nosso site. Nossa equipe irá sanar todas as suas dúvidas e o ajudará na escolha mais adequada ao serviço de Motoboy em São Caetano do Sul.

 

Um grupo de pessoas ligadas há São Caetano do Sul, liderados pela família Tortorello, resolve reerguer o futebol na cidade, que já havia passado por boas fases com o São Caetano Esporte Clube (anos 30), a Associação Atlética São Bento (anos 50) e o Saad Esporte Clube (anos 70), todos ex-integrantes da elite do futebol paulista. Primeiro, o grupo utilizou o nome da Sociedade Esportiva Recreativa União Jabaquara, clube de São Caetano que atendia à principal exigência da FPF (Federação Paulista de Futebol): ter disputado campeonatos nos últimos três anos. Uma vez filiado, o nome mudou para Associação Desportiva São Caetano.

As cores azul e branco neve foram adotadas devido à bandeira da cidade. O escudo do São Caetano foi desenhado por Waldemar Zambrana. O time entrou em campo pela primeira vez em jogos oficiais no dia 18 de março de 1990, pela Terceira Divisão do Campeonato Paulista, empatando com o Comercial de Registro em 1 a 1. O atacante Taloni foi o autor do primeiro gol oficial da história do São Caetano.[2]

O São Caetano era apenas mais uma equipe pequena no Brasil até participar da Copa João Havelange em 2000. Entrou no torneio no Módulo Amarelo, equivalente à segunda divisão nacional. Um ano antes, em 1999, disputou a Campeonato Brasileiro de Futebol - Série B, liderou com folga a primeira fase do campeonato mas caiu diante do Santa Cruz.

Vista do estádio.

Na Copa João Havelange, o time conseguiu o Vice-Campeonato do Módulo Amarelo, perdendo para o Paraná. A conquista deu ao clube acesso ao mata-mata decisivo da competição, e a chance de encarar os "grandes" do futebol brasileiro. O primeiro adversário foi o Fluminense. Após empatar por 3 a 3 o jogo de ida, no Parque Antártica, o clube foi ao Rio de Janeiro e eliminou o tricolor carioca, com uma vitória por 1 a 0, gol do atacante Adhemar, em pleno Maracanã lotado, com mais de 70.000 torcedores. Posteriormente, o clube perderia o título brasileiro para o Vasco, em jogo confuso, no Estádio de São Januário depois de eliminar grandes equipes, como Palmeiras, Grêmioe o próprio Fluminense.

Nascia ali a carreira do São Caetano como um clube "de chegada", referendada com o 2º lugar noCampeonato Brasileiro de 2001. Em 2002 foi vice-campeão da Libertadores, perdendo para oOlímpia, do Paraguai.

Em 2004, o clube conquistou seu primeiro título de primeira divisão, o Campeonato Paulista, sob o comando de Muricy Ramalho. Outro destaque em 2004 foi a participação do São Caetano na Copa Libertadores. O time foi segundo colocado em seu grupo, passou pela repescagem e pelas oitavas-de-final até ser eliminado nas quartas-de-final pelo Boca Juniors na Argentina, após uma emocionante disputa de pênaltis.

Ainda em 2004, o São Caetano sofreu o maior golpe de sua história. Em um jogo contra o São Paulo, em 26 de outubro, o zagueiro Serginhofaleceu em campo, em decorrência de uma parada cardíaca. O clube foi punido com a perda de 24 pontos na classificação terminando assim na 18º colocação.

Em 2005, o time não repetiu as campanhas brilhantes do passado, ficando em 5º lugar no Paulistão, sendo eliminado pelo Treze na Copa do Brasil e ficando no 18º lugar no Brasileirão, escapando do rebaixamento na última rodada, fato que ocorreria em 2006 com a queda do clube para a Série B 2007.

Em 2007, com o comando de Dorival Júnior, o São Caetano estava dando a volta por cima, pois chegou a final do Campeonato Paulista, depois de eliminar nas semifinais o São Paulo, então o campeão brasileiro, em uma partida impecável em pleno Morumbi. Na final, no primeiro jogo, contra o Santos, no dia 29 de abril, o São Caetano ganhou por 2 a 0, podendo perder o segundo jogo por 1 gol de diferença ou empatar para ganhar o título. Mas jogo de volta, o Santos conseguiu igualar o placar, fazendo um resultado de 2 a 0, o que fez o time do litoral conquistar oCampeonato Paulista em função do regulamento. Após as constantes trocas de técnicos sendo o último Amauri Knevitz na Série B, o São Caetano não conseguiu repetir o mesmo desempenho e ficou em 10º lugar.

Em 2008, com o comando do técnico Pintado, o São Caetano faz a sua melhor campanha na Copa do Brasil, passando pela primeira vez da 2ª fase, chegando às quartas de final até ser eliminado pelo Corinthians, que seria vice-campeão do torneio.

Em 2010, com o comando de Roberto Fonseca, após uma campanha mediana no Paulistão 2010, ficando na 8º colocação, o São Caetano consegue a classificação para o Campeonato Paulista do Interior, aonde derrotou o Oeste na semifinal por 3 a 1 em casa. Na final, derrotou oBotafogo-SP por 1 a 0 em casa, podendo empatar o 2º jogo para levar o título inédito, mas o Botafogo-SP acabou igualando o placar do primeiro jogo, e por causa de sua melhor colocação no campeonato, o São Caetano acabou sendo vice-campeão do interior.

Após quase cair para Serie C em 2011, se salvando na última rodada, o São Caetano surpreende ao realizar uma bela campanha na Serie B de 2012 quase conseguindo o acesso, terminando na 5º colocação, com a mesma pontuação de Atlético-PR e Vitória, 3º e 4º colocados respectivamente.

Porém em 2013, a história foi o contrário de 2012, mesmo com a contratação do pentacampeão Rivaldo, o time fez campanhas horríveis nas principais competições, sendo rebaixada para a Série A2 do Campeonato Paulista e para a Série C do Campeonato Brasileiro. Na Copa do Brasil foi eliminado logo na 1ª fase, porém na Copa Paulista fez uma boa campanha jogando com o time B, caindo nas quartas-de-finais.

Em 2014, o time continuou com a mesma má fase de 2013, se salvando do rebaixamento para a Série A3 do Campeonato Paulista na última rodada. Porém a equipe não teve a mesma sorte na Série C do Campeonato Brasileiro, quando foi rebaixada para a Série D.